quinta-feira, 8 de março de 2012

Contra o juiz e contra nós mesmos

Tivemos a maior posse de bola durante quase todo o jogo, mas um erro da arbitragem decretou o vencedor da partida. Quando a situação é ruim... acontece de tudo para piorar. O jogo contra o Serra Talhada nesta noite foi mais uma página desta história triste que o América vem atravessando neste campeonato. E refletiu a situação trágica que vivemos.
Durante o primeiro tempo o sistema defensivo do América funcionou e segurou muito bem o Serra Talhada. Além disso, as saídas de bola Americana foram eficientes e sempre chegaram ao ataque, mas faltava o último toque. Com chances iguais para os dois times a primeira etapa não poderia ter outro resultado: 0 x 0. Já no primeiro tempo Anderson Freitas deu sinal da lambança que preparava para a partida. Várias vezes Flávio Barros foi seguro dentro da grande área e em uma delas o árbitro poderia marcar um pênalti ao nosso favor. Mas devemos considerar também que em uma oportunidade ele deixou de marcar uma falta a favor do Serra Talhada dentro da área.
O segundo tempo voltou e o América deu início a uma pressão mais aguda, enquanto o Serra Talhada devolvia em contra ataques perigosos, mas sem grandes trabalhos para o goleiro Danilo. Por volta dos 15 minutos Cléber Gaúcho levou o segundo cartão amarelo e foi expulso da partida. Logo em seguida Charles Muniz sacou Flávio Barros e lançou Carlos Alberto. Poucos minutos depois o Serra Talhada abriu o placar em lance duvidoso onde Danilo claramente sofreu falta. Mesmo com a diferença numérica desfavorável o América seguiu pressionando e tendo a maior posse de bola. Para compensar a lambança, Anderson Freitas marcou um pênalti a favor do América que foi desperdiçado por Coringa.
Neste jogo o sistema defensivo do América funcionou bem ao longo da partida. E o América chegou com certa facilidade ao ataque, mas faltou competência em empurrar a bola para o gol. Várias vezes o Mequinha tentou bolas aéreas com Flávio Barros, quem desperdiçou uma chance de ouro no começo da segunda etapa.
O ponto negativo, sem dúvida foi a arbitragem. Muito criticada por todos, o árbitro estava longe e não viu a solada do atacante do Serra em cima de Danilo que já tinha a bola nas mãos e consequentemente sofreu falta. Em seguida a defesa bobeou e Júnior Mineiro foi mais esperto. Outro destaque negativo foi o pênalti perdido por Coringa. Bom cobrador de faltas e dono de um passe de qualidade o meia Americano desperdiçou a melhor chance Alviverde do jogo.
A arbitragem atrapalha e nós não nos ajudamos... assim fica mais difícil.
Publico/Renda: 4153 | R$ 22380,00

2 comentários:

  1. Olha sinceramente voces ainda acham que temos mais alguma coisa para comentar , reclamar , espernear ,etcccccccccc , jefferson foi muito feliz em seu comentário e já falou tudo, com muita propriedade e sabedoria. Acho que agora devemos estar focado no próximo desafio e como o Professor Charles falou ! "'devemos mostrar que sabemos jogar e que deveríamos estar em outra situação " EU ACREDITO ! e tenho certeza que sábado , vamos ter a oportunidade de ver um grande jogo.

    ResponderExcluir
  2. Meu DEUS sera que não ganhamos uma partida! Cada jogo é uma decisão! os jogadores têm que bota o coração na chuteira! A fé é acreditar nas coisas que não se ver! É eu vejo meu america saido da zona de rebaixamento.

    ResponderExcluir