sábado, 20 de dezembro de 2014

O que esperar?



A pergunta não é retórica... é um questionamento de quem vos escreve e não sabe dizer o que esperar.

O time Alviverde começou de forma empolgante, principalmente no jogo contra o Central e foi raçudo contra o Pesqueira. Tecnicamente não é muito diferente dos demais clubes, nem pior nem melhor. Mas tem demonstrado uma fraqueza imensa em termos tático e coletivo. Além da fraqueza tática e da falta de articulação coletiva, falhas individuais pelo setor esquerdo da defesa reforçam ainda mais as limitações do time no certame.

Do outro lado o adversário é um estreante na série A1. Mas mesmo longe do peso da tradição centenária Americana, o Atlético vem fazendo um bom campeonato. E se os jogadores Alviverdes são desconhecidos para quem não acompanha o mercado, o elenco atleticano ainda é mais. No seu lado destacam-se a experiência de Ibson, que já vestiu a camisa Alviverde e o atacante George, um dos artilheiros da equipe.

O América teve reforços regularizados recentemente. Alguns provavelmente vão compor o elenco, mas nesse jogo talvez tenhamos duas estreias, a de Maycon e Marcos Eder. Maycon já não estreou contra o Ypiranga por atraso na divulgação do BID e pode compor o ataque neste domingo como uma esperança de dinamizar mais o setor. Já Marcos Eder pode ser um substituto para David, suspenso pelo terceiro amarelo.

Vamos aguardar. É o penúltimo compromisso de 2014 e o penúltimo dos jogos de ida. A vitória agora é mais do que obrigação se quiser ter alguma chance ou sobrevida na disputa por uma vaga na próxima fase.  

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Invictos... agora é curtir o fim de ano

Ontem o América fez sua última partida do ano pela Liga de Basquete Feminino. Venceu, voltou a liderança e manteve os 100% de aproveitamento.

Tyffani foi a cestinha da partida com 21 pontos. Foto: Basquete Venceslau

A Liga de Basquete Feminino fechou o ano e o América fez seu último jogo contra o Presidente Venceslau e venceu por 80 a 65. Com a vitória manteve a invencibilidade e os 100% de aproveitamento e agora divide a liderança com a Americana e o São José.

Com os jogos paralisados até o próximo dia 07 de janeiro, as jogadoras e comissão técnica terão tempo para descansar e aprimorar mais ainda as questões táticas.

Esse é o América que nos enche de orgulho.

Campanha vitoriosa

Precisamos parabenizar o handebol masculino na figura de seus atletas e comissão técnica, envolvidos nesse ano maravilhoso que foi a temporada de retorno do handebol ao América.

A luta foi grande, mas o América foi surpreendido pela boa atuação do goleiro adversário.

Ontem deu a lógica no handebol. Não vencemos o Clube Português e ficamos com o vice-campeonato pernambucano de 2014. Para muito isso poderia ser motivo de tristeza ou decepção, mas nem de longe esse é o sentimento do time Esmeraldino nem da torcida que compareceu ao ginásio do Clube Português para prestigiar o grande jogo que foi essa final.

O jogo contra o Português finalizou a campanha Alviverde que foi vitoriosa. Os próprios jogadores consideraram estar na final como uma vitória em si. E não perdemos de cabeça baixa, o América saiu na frente no começo da partida, mas a noite inspirada do goleiro adversário dificultou o objetivo dos jogadores na última noite.



2014 foi um ano glorioso no handebol. O elenco que representou o América ficou entre os melhores no campeonato brasileiro e na competição estadual. Campanhas que ajudam o América na sua redefinição histórica e resgatam suas tradições de vitórias em todas as modalidades profissionais e amadoras.



A torcida Americana agradece de coração à Adonis Silva, Rafael Silva, Bruno Dias, Victor Miguel, Eduardo Lima, Billy Araújo, Martins, Costa, Eliakim, Eurico Silva, Arthur Xavier, Lucas Canto, Maurício Elias e Rômulo Lins que defenderam com honra  as cores verde e branca do América.

Em queda livre!!

Foto do site da FPF
América perde de 3 x 0 para o Ypiranga e complica sua vida.

Em partida disputada em Santa Cruz de Capibaribe, o América perdeu do Ypiranga por três tentos a zero, num jogo que foi classificado como um jogo de ataque contra defesa.
O desempenho da equipe americana foi horrível, as mesmas falhas da partida de domingo se repetiram , jogadores do Ypiranga atuaram livre de marcação e tiveram tempo para " carregar" a bola!!O principal destaque da partida foi o goleiro Gil que evitou um placar mais dilatado!
O Ypiranga marcou o primeiro gol aos 17 do primeiro tempo, fez o segundo gol aos 7 minutos do segundo tempo e o terceiro aos 36.
No próximo domingo o confronto será nos Aflitos contra o Atlético Pernambucano.
A situação do clube fica preocupante, vamos para 5ª rodada com o time na última posição, sem vitórias ou uma atuação convincente, e com poucas esperanças de conseguir a sonhada classificação para série D.
Não podemos mais uma vez nos contentarmos com a luta contra o rebaixamento.

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Obrigação de brigar pela reabilitação



Nesta quarta-feira o América entra em campo contra o Ypiranga na busca de apagar a péssima impressão deixada no último jogo. Será que conseguem?

Tecnicamente o jogo é equilibrado. Do lado deles os destaques já vestiram a camisa Alviverde, Adson e Maneco. Não há um favoritismo a priori, mas naturalmente o Ypiranga leva uma boa vantagem por jogar nos seus domínios onde conhece os atalhos, os problemas e as vantagens do terreno de combate. E o time da Máquina de Costura ainda tem ao seu favor um retrospecto favorável em jogos contra o América.

Já o América ainda terá problemas para colocar Kássio em campo. A pancada sofrida na última quarta-feira pesou seriamente no jogo de domingo e para piorar ele ainda foi agredido novamente. Talvez o ideal seja até poupá-lo para evitar o pior e poder contar com o nosso destaque em um momento mais crítico. Não há sinais de mudanças claras quanto a montagem do time, mas certamente a postura deverá ser completamente diferente, se não novamente entraremos em campo só para ver o adversário jogar.

A cobrança existe por que sabemos que os jogadores podem render muito mais do que foi visto no domingo. E nem de longe ainda é hora de baixar a cabeça, há chances claras de encostar na briga pela classificação e isso tem que ser buscado com, no mínimo, vontade.

Esperamos por um dia melhor e uma vitória.

Na trilha dos títulos, na trilha da história

Jogadores do handebol do América podem repetir feito de 34 anos atrás.



Mas o desafio é bem grande. Vencer o Português é uma meta complicada, mas não impossível. A partida está marcada para as 20:30 hs no próprio Clube Português e a entrada é franca.

O time do América fez uma campanha honrosa até aqui. Se classificou em terceiro lugar na primeira fase e se credenciou para enfrentar o Barroso na semi-final, que tinha terminado a frente do América em segundo lugar. Na semi-final um confronto emocionante e jogo disputado até os últimos instantes, mas o América foi melhor e superou o adversário pelo apertado placar de 37 a 36. 

Já o Português pelo seu lado, teve uma trajetória robusta na primeira fase, finalizando em primeiro e chegou as finais após uma vitória relativamente tranquila.

O América já foi campeão de handebol na sua história. O último título foi da temporada de 1980, quando o América se sagrou o melhor da modalidade no estado após vencer o Santa Maria por 22 a 21 em um jogo emocionante. Naquela temporada representaram o Mequinha Leão, Fernando, Nilso, Múcio, Ricardo, Dudu e Adolfo; Gilberto, Lauro, Marcos, Ceará, Marcelo Ferreira, Marcelo Gomes e Márcio, todos comandados por Tarcísio Miranda.

Elenco Americano campeão da temporada de 1980.

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Amanhã tem final!!!

Amanhã tem América brigando por mais um título na sua história. Vamos prestigiar nossos guerreiros do handebol.


O recado de Dornelas

Vídeo de divulgação Uninassau/América com Dornelas falando sobre o próximo confronto.




Quarta-feira verde!



O fim de ano está se aproximando, mas a agenda está cheia para os Esmeraldinos.

Há muitos anos o América não tinha um ano tão agitado e cheio de emoções. Não vai ser diferente nessa quarta-feira. Simultaneamente o América estará representado em três competições, em uma delas disputa até título.

Às 8:00 hs da noite entramos em campo para enfrentar a Máquina de Costura e buscar uma reabilitação no campeonato pernambucano de futebol de 2015. O jogo é um confronto que pode marcar um divisor de águas na esperança de conseguir uma vaga entre os classificados para a disputa do título.

No mesmo horário do futebol nossas rainhas entram na quadra vestindo verde e branco para representar o América em São Paulo, contra a forte equipe de Presidente Wenceslau. Jogo complicado, mas que é importante para a Uninassau/América voltar a liderar a competição. O mestre Dornelas já deixou o recado que não vai ter moleza e considera esse um dos jogos mais difíceis até o momento.

E no terceiro e último compromisso da noite, os guerreiros do handebol entram em quadra para a grande final do campeonato pernambucano de 2014. Depois de um ano recheado de ótimos resultados, chegou a hora da superação contra a forte equipe do Clube Português. A partida está marcada para as 20:30 e a entrada é totalmente gratuita. Vale a pena ir conferir.

Isto é América!

Otácil, José Procópio e Jairo da Buzina
No último domingo tivemos um encontro no mínimo inusitado, porém, bastante compreensivo, um americano do Rio de Janeiro veio assistir uma partida do América do Recife.
Chegou com o tradicional uniforme rubro esbanjando simpatia, feliz em conhecer o estádio dos Aflitos e de ver o nosso América.
Foi bem recebido por todos, fato normal, tirou fotos de tudo e com muita gente!

O domingo de sol nos Aflitos trouxe outro visitante ilustre, o alvi-rubro e historiador do futebol pernambucano, Carlos Celso Cordeiro.
Logo na entrada o ilustre pesquisador falou sobre partidas históricas, sobre grandes jogos do América, do Náutico e da união entre as torcidas!! 
Muitas vezes o resultado e desastroso, mas, o América é assim. ....um patrimônio de Pernambuco!
Carlos Celso Cordeiro e Washington L. Vaz