terça-feira, 15 de abril de 2014

Meia Bea fala sobre seu desempenho diante do Sport

Bea, em lance de jogo diante do Sport | Foto: Jefferson Maciel

Destaque na ultima partida do América no Campeonato Pernambucano Feminino, Bea conversou com o Blog do Mequinha sobre o seu desempenho diante do Sport e do time em geral. 

A camisa 10 do time da Estrada do Arraial iniciou a jogada que originou o único gol esmeraldino na partida, marcado pela atacante Soraya, sem contar a grande movimentação, criando várias oportunidades de gols.

Confira a sonora:

Técnico Fabio França comenta a derrota para o Sport, no Pernambucano Feminino

Tecnico Fabio França, no banco, à direita

Após a derrota diante do Sport, jogando em casa no estádio Ademir Cunha, em Paulista, o técnico Fábio França conversou com o Blog do Mequinha sobre o desempenho das meninas neste ultimo compromisso pela sexta rodada do Campeonato Pernambucano Feminino. O técnico alviverde também comentou sobre o projeto do futebol feminino no América, no qual França comanda desde a temporada passada.

Mesmo com o resultado negativo, as meninas do América encontram-se na segunda colocação do grupo B, com nove pontos ganhos. Confira a sonora com o técnico Fabio França:



Em seu centenário, América é oficialmente um clube formador

Evandro Barros de Carvalho lendo o certificado de clube formador | Foto: Jefferson Maciel

Aos poucos o América vai reconstruindo o seu status dentro do cenário estadual e regional. Se a sua última participação do Campeonato Pernambucano não condiz com a realidade que o clube apresenta em termos de estrutura, tradição, outros fatores acabam por justificar a força e a grandeza que o clube tem no futebol, acreditando firmemente no trabalho de base.

A entidade máxima do futebol no país, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) certificou o América como “Entidade de Prática Desportiva Formadora de Atleta”, categoria “A”, título entregue para apenas outros seis clubes de Pernambuco até agora. O certificado foi recebido com uma salva de palmas nas mãos de Evandro Barros de Carvalho, presidente da Federação Pernambucana de Futebol e Conselheiro do América Futebol Clube.

Antes de entregar o certificado nas mãos de Celso Muniz Filho, presidente da executiva do América Futebol Clube, Evandro fez questão de ler o certificado para os mais de 200 convidados presentes na sede da Estrada do Arraial. O presidente da FPF-PE ratificou ao público presente que o América agora é reconhecido como Entidade de Prática Desportiva Formadora de Atleta, categoria “A”, em virtude de ter comprovado o preenchimento cumulativo de todos os requisitos previstos nos incisos I e II do §2º do art. 29 da Lei nº 9.615/98, com lastro na verificação, comprovação e parecer conclusivo da Federação Pernambucana de Futebol, entidade regional de administração do desporto com competência para atuação no Estado de Pernambuco, cabendo-lhe controlar e fiscalizar o cumprimento das exigências e requisitos contidos nos incisos I e II do §2º do artigo 29 da Lei nº 9.615/98, com redação dada pela Lei nº 12.395/11.

Com isso, muito mais que uma mera formalidade, este certificado garante ao América um prazo de 02 (dois anos), trazendo uma série de benefícios jurídicos, em relação ao contrato dos jovens jogadores e o modo com que agora trabalhará suas categorias de base. Mais do que isso, atesta que o trabalho que o clube vem realizando desde 2013 com a criação da AFC/SA tem qualidade, principalmente com os resultados obtidos nos estaduais SUB-15 (6º), SUB-17(10º) e SUB-20 (4º), na temporada passada. Uma das grandes vantagens a partir de agora, é que o clube pode garantir o vínculo documental com um atleta antes mesmo dos 16 anos, idade que sinaliza a possibilidade da assinatura do primeiro contrato. Com o certificado, também está garantido ao Clube Formador a prioridade dos direitos de um jogador criado na própria base, mesmo que algum outro clube tente a contratação do atleta, evitando o assédio de outras agremiações para contratar jogadores de sua base.

Esta certificação, entregue apenas aos clubes que comprovadamente são especialistas em formação de jogadores e que foi enviada oficialmente pela CBF, é fruto de um trabalho árduo, realizado nos bastidores, pela diretoria do América e pelo apoio da Federação Pernambucana de Futebol. Durante meses, foram recolhidos documentos e comprovações de que o América garante todos os requisitos para a aquisição deste certificado. De acordo com o Evandro Barros de Carvalho, este é um momento histórico, que vem ao encontro de um ano marcante na vida do América, que chega aos seus 100 anos de fundado: “por tudo o que o América fez para o futebol pernambucano, corremos atrás desta vitória e conseguimos", ressalta o presidente da FPF-PE.

Entrega do certificado de clube formador ao América | Foto: Jefferson Maeicl

segunda-feira, 14 de abril de 2014

América/Boa Vista segue líder da Taça Pernambuco


E o América/Boa Vista garantiu mais uma vitória na Taça Pernambuco de Futebol Society. O adversário desta vez foi o time da Barca/Sinttel, no qual o time liderado pelo técnico Fabio Vila Nova saiu vitorioso, no placar de 5x3, garantindo a liderança do Grupo A.

Com um primeiro tempo pegado e com alguns erros de passe e precipitações do América, o placar encerrou o tempo inicial com o placar de 3x2. Porém, no segundo tempo, a equipe voltou melhor, pressionando a defesa adversária e tocando melhor a bola. No final o placar de 5x3 foi justo e poderia ter sido maior, não fossem os dois Shoot Outs muito bem defendido pela defesa adversária. 

Com a vitória do América e a derrota do Projeto Abraço Forte, no Shoot Out, para a boa equipe do Camaleão, o time da Estrada do Arraial assume a liderança isolada do grupo A da Taça Pernambuco com 12 pontos, seguido pelo Projeto Abraço Forte e Camelão, ambos com 10 pontos. 

Agora, o time da Estrada do Arraial terá pela frente duas semanas de folga até o próximo e decisivo confronto contra a excelente equipe do Projeto Abraço Forte, atuais vice-campeões da última edição do estadual, que definirá  a primeira colocação do Grupo A na fase inicial da Taça Pernambuco.





Perdemos mas continuamos bem na classificação



Mesmo com a segunda derrota o América segue bem na competição e sua classificação para a próxima fase praticamente está consolidada.

O jogo foi muito pegado e de muita marcação, mas ao mesmo tempo foi franco com ambas as equipes com uma postura ofensiva muito forte. Nos primeiros 25 minutos do primeiro tempo o América soube fazer valer o mando de campo e dominou a partida. Depois o time do Sport se ajustou até conseguir abrir o placar e em seguida ampliar. O gol do América surgiu dos pés de Bia após belo cruzamento pela direita que foi finalizado por Soraya.

No segundo tempo o América esbouçou uma reação, mas parou nas falhas do sistema ofensivo. O Sport aproveitou melhor suas oportunidades e decretou os números finais da partida.

O placar poderia ter sido muito diferente para ambos os lados. O time visitante perdeu muitos gols, enquanto que o América também vacilava muito no ataque.

Essa foi apenas a segunda derrota da equipe Americana na competição e para um time muito mais experiente e considerado um dos favoritos ao título. Na próxima partida o América enfrenta o Jaguar no Jefferson de Freitas em Jaboatão dos Guararapes, no domingo às 16 horas. Se vencer o América assegura a classificação para a próxima fase.

Lance de jogo entre América x Sport | Foto: Jefferson Maciel



Estreia com bom resultado no Sub-20



O América foi até Vitória de Santo Antão e trouxe um bom resultado contra o tricolo das tabocas. Mas poderia ter sido ainda melhor.

Poderia ter sido melhor pois o América ganhava o jogo até os 45 minutos do segundo tempo quando o Vitória empatou e roubou os dois pontos Americanos. De qualquer forma com o resultado dos jogos do grupo C, estamos na segunda colocação, pois marcamos um gol fora de casa. O gol do América saiu dos pés do baiano Caio em cobrança de falta no segundo tempo.

O América segue comandado por Válter e teve no time que entrou em campos os já conhecidos Adriano, Glauber, Everaldo, Jackson, Alef e Papel, todos jogadores que acumularam experiência no certame profissional de 2014. O time do Vitória também teve muitos jogadores experientes para a categoria e que passaram pelo campeonato profissional este ano. Daí o equilíbrio da partida.

Agora o América receberá o Vera Cruz, que foi goleado pelo Santa Cruz neste domingo. O jogo entre o América e o time de Vitória será no próximo sábado às 15 horas, no Ademir Cunha.

Lance de jogo entre Vitória x América | Foto: Michell Santana/Panorama Esportivo



A Grande Noite!!!

O casarão Alviverde da Estrada do Arraial foi palco de uma grande festa, a festa de aniversário do América.Não foi uma festa qualquer, já que estávamos comemorando o Centenário do América Futebol Clube.Acredito que cerca de 300 pessoas compareceram e lotaram o espaço destinado ao evento.

Tivemos a casa cheia com a presença de autoridades, desportistas, ex-atletas, atletas, sócios e muitos simpatizantes do nosso querido Mequinha.

A festa transcorreu de acordo com o que foi programado, houve uma Benção religioso, onde o Pastor pediu a Deus que protegessem o América, seus dirigente e torcedores, dando ao clube mais vitórias e títulos. O Presidente Celso Muniz Filho proferiu um discurso onde enalteceu os dirigentes passados, ressaltou o papel dos torcedores e traçou planos para o nosso futuro.

Inúmeras homenagens foram feias, para o Presidente da Federação, Evandro Carvalho, para José Amaro Moreira, a Sérgio Serpa, a Celso Muniz, pai, Mané Queiroz ( homenagem a imprensa pernambucana), sendo homenageados pelo América os prefeitos Geraldo Júlio e Junior Matuto, o governador João Lyra e Eduardo Campos.


Foi descerrada a placa alusiva ao Centenário do clube, em aço escovado, foi afixada na entrada de nossa sede. A Federação Pernambucana de Futebol apresentou a todos os presentes o certificado de clube formador, um documento criado pela FIFA e emitido pela CBF, Confederação Brasileira de Futebol, que é dado aos clubes que realizam trabalho de base, garantindo aos mesmo seus direitos em relação aos jovens valores.

Documento de vital importância nos dias de hoje já que protege os investimentos do clube em suas categorias de base, este certificado foi conquistado graças ao empenho da nova diretoria de futebol, AFC/SA, que está realizando investimento significativos na base e também graças a intervenção da Federação Pernambucana de Futebol.

Coube ao Blog do Mequinha apresentar o projeto de lançamento do livro : América, o Campeão do Centenário, livro de autoria de Roberto Vieira. Na realidade um material que vai dignificar a história de nosso clube, do futebol de Pernambuco e até do Brasil. Lendo o livro vamos conhecer jogadores fantásticos como José Tasso ou o goleirão Lessa, partidas memoráveis e grandes americanos.

Aproveito aqui esta postagem para parabenizar Roberto Vieira por este grande trabalho!!!

Durante a apresentação do livro o Presidente da Federação Pernambucana de Futebol, Evandro Carvalho, manifestou o interesse da entidade em ser parceira do América neste projeto!!!

Foi lançado a campanha de Sócio Centenário, sendo apresentado a camisa e formulário de adesão, portanto temos agora uma obrigação: nós associarmos ao clube, contribuir com sua manutenção e com isto cobrar efetivamente nossos dirigentes!!!

Teve foguetório e salvas de palmas!!

A noite transcorreu com muita alegria, divertimento, encontro de velhos amigos e de novos companheiros, um coquetel animado que fechou este sábado festivo, não vou nomear os presentes, séria cansativo e posso esquecer de alguém!!!

Vamos comemorar!! temos muito a fazer!! muito a curtir!!

PS: a campanha de sócios continua, que pegou o formulário pode começar a devolver para que novas carteiras possam ser emitidas, a camisa continua a venda!!!vamos fortalecer o América!!


domingo, 13 de abril de 2014

América/Boa Vista visa liderança isolada na Taça Pernambuco de Society


Neste domingo, o América/Boa Vista entra no gramado sintético procurando manter a liderança do Grupo A da Taça Pernambuco de Futebol Society. Com nove pontos, a equipe esmeraldina divide a liderança do grupo com o projeto do Abraço Forte, mas acaba levando a vantagem no critério de saldo de gols (6x4). Nesta rodada, o intuito é vencer para se isolar na primeira colocação.

O time liderado pelo técnico Fabio Vila Nova vem de vitória para o time dos Atletas de Cristo, goleando por 9x4.  No tempo normal, o time do América ainda não sabe o que é derrota, perdendo apenas na disputa de Shoot Outs para a equipe dos Universitários na estréia da competição, no entanto, a equipe segue pontuando rodada a rodada. 

Para este domingo, o América enfrenta o time da Barca/Sinttel, atual quarto colocado do grupo com três pontos ganhos. E o técnico Fábio Vila Nova não espera moleza. "Chegar no topo é muito difícil, porém se manter no topo é ainda mais. Temos que estar focados e treinar bastante em busca da próxima vitória. A competição está muito acirrada e se vacilar os caras atropelam.", ressaltou.

América e Barca/Sinttel se enfrentam neste domingo, às 17h30, na Academia de Futebol do Sandro Barbosa, em Paulista.

Dia de Clássico dos Campeões feminino em Paulista



Um dia depois da celebração esmeraldina ao centenário do América Futebol Clube na Estrada do Arraial, o time feminino entrará novamente no gramado do Ademir Cunha para representar as cores verde e branco na décima edição do Campeonato Pernambucano Feminino, às 15 horas deste domingo.

O adversário é o Sport, líder do Grupo A e o unica equipe do grupo que conseguiu vencer as meninas da Estrada do Arraial. Na partida de estréia do certame, o time liderado pelo técnico Fabio França acabou não sendo páreo para o atual vice-campeão pernambucano. Desta vez, espera-se que o time possa sair vitorioso de Paulista, garantindo também a classificação para segunda fase com rodadas de antecipação.

E por falar na celebração do América em comemoração aos seus 100 anos, lá estavam as guerreiras esmeraldinas acompanhado pelo técnico Fabio França, esbanjando carisma e orgulho para as centenas de convidados que lá estavam festejando a data centenária do Alviverde da Estrada do Arraial.

Delegação do elenco Feminino no Coquetel dos 100 Anos do América Futebol Clube

MEMÓRIAS ESMERALDINAS: Sport 2x2 América em junho de 1989

Página esportiva do Jornal do Commercio de 10 de
junho de 1989 destacando o clássico América x Sport
Em 1989 entrou em vigor a nova moeda brasileira, o cruzado novo em substituição ao cruzado; Fernando Collor venceu Lula nas eleições presidenciais; na Romênia, o ditador Nicolau Ceausescu foi fuzilado, pondo fim a mais um regime ditatorial no planeta e ocorreu a farsa do goleiro chileno Rojas que fingiu ter sido alvejado por um foguete sinalizador num jogo entre Brasil e Chile no Maracanã pelas eliminatórias para a Copa do Mundo da Itália. Foi o ano de nascimento do ator amazonense Helder Agostini (ator na novela “Meu Bem Querer” de 1998 e do filme “O Trapalhão e a Luz Azul” de 1999), o jogador de futebol britânico Theo Walcott (atacante do Arsenal da Inglaterra), o jogador argentino Leandro Aguirre (atua no Clube Atlético Aldosivi da Argentina) e a tenista brasileira Ana Clara Duarte. Neste ano faleciam o pintor espanhol Salvador Dali (autor de quadros como “Premonição da Guerra Civil” de 1936 e “Metamorfose de Narciso” de 1937), Rubem Ludvig (Ministro da Educação no governo do presidente Figueiredo), o ex-jogador Brandão (meio campista do Juventus-SP, da Portuguesa-SP e do Corinthians nos anos 1930 e 1940), o meio campista Biguá (astro do Flamengo-RJ nos anos 1940 e da Seleção Brasileira no Campeonato Sul-americano de 1945). Na música, o sucesso ficou por conta de “Adocica” de Beto Barbosa, “Deus Te Proteja de Mim” de Wando, “Entre Tapas e Beijos” de Leandro & Leonardo e “Nuvem de Lágrimas” de Fafá de Belém & Chitãozinho e Xororó.


A edição do verdadeiro “Clássico dos Campeões” entre América e Sport que vamos abordar hoje será a partida ocorrida no dia 10 de junho de 1989 no Estádio Adelmar da Costa Carvalho (Ilha do Retiro). O Periquito de Casa Amarela terminou o primeiro turno em 6° lugar e o Sport Recife em 3° e ambos precisavam melhorar seus desempenhos a fim de satisfazerem seus torcedores. O Clássico ocorreu num sábado e abriu a quarta rodada do segundo turno, no qual o Sport vinha de uma vitória contra o Estudantes de Timbaúba, uma derrota para o Náutico e um empate contra o Central, enquanto que o América vinha de derrotas para Náutico e Central e de uma vitória contra o Sete de Setembro em Garanhuns.

Ilustração de Sport x América em 10 de junho de 1989 na Ilha do Retiro
pelo campeonato pernambucano de futebol.
No lado do rubro negro da Praça da Bandeira, que havia sido campeão brasileiro há menos de dois anos, o técnico Nereu Pinheiro estava animado com a volta do lateral direito Betão, que havia ficado de fora do time por problema muscular e confirmou à imprensa a escalação do atacante Elinaldo das categorias de base. O empate em Caruaru havia deixado o Leão da Ilha com o sinal de alerta ligado, pois não poderia deixar Central e Náutico dispararem nas primeiras posições e a vitória no clássico contra o América era de suma importância para continuar a sonhar com o título. No 1° turno houve um empate de 0x0. Pelo lado do campeão de 1944, o treinador Valdir Santos poderia contar com as presenças do zagueiro Gilney e com o meio campista Mica (ambos não jogaram em Garanhuns devido suspensão automática) e com isso, Luis Pereira poderia aparecer deslocado para a lateral direita. Depois do treino de sexta à tarde em Olinda, o treinador reconheceu a superioridade do Sport, mas que os alviverdes iriam para a partida na intenção de vencer, uma vez que, a obrigação de todos dentro do clube, é trabalhar em prol das vitórias independentemente do adversário.

Enílson do América derruba Carlos Magno do Sport dentro da área
e o árbitro apontou a penalidade máxima. Dinho na cobrança empatou o jogo
Nereu Pinheiro decidiu momentos antes da partida, poupar o lateral Betão e escalou Didi como titular. Com transmissão da TV aberta, a partida foi iniciada às 16h por intermédio do árbitro paraibano José Araujo, que foi auxiliado por Ernandes Oliveira e Arlindo Maciel e o que se viu durante os primeiros minutos foi um futebol veloz e envolvente do Sport que por inúmeras vezes esbarrou em grandes defesas do goleiro Roberto do América, que segurava o placar. Depois de 30 minutos de pressão rubro negra, o América se lançou para o ataque e conseguiu uma falta perto da grande área. Na cobrança do zagueiro Gilney, a bola tocou na barreira e enganou o goleiro Flávio do Sport que não a alcançou. É GOL DO AMÉRICA! SPORT 0X1 AMÉRICA na Ilha do Retiro e com direito à festa alviverde. O Sport não sentiu o golpe e foi para cima e numa arrancada de Carlos Magno aos 44 minutos, o jogador do Sport foi derrubado na área por Enílson do América e o árbitro José Araujo marcou o pênalti. Dinho cobrou no canto e empatou a partida para os leões. SPORT 1X1 AMÉRICA e assim terminou o primeiro tempo.

Folha esportiva do JC de 11/06/1989 relatando os
detalhes do "Clássico dos Campeões"
No Sport entram Joécio e Ismael nos lugares de Amaral e Elinaldo, enquanto que no “Mequinha” entrou Eduardo no lugar de Lira. No segundo tempo o América voltou com a maioria do time da defesa, para se resguardar e aproveitar qualquer vacilo na defensiva leonina e assim, aos 14 minutos, Wilson do América avançou pela direita, driblando o zagueiro Ailton do Sport chutando forte e sem ângulo contra o goleiro Flávio que falhou no lance. É GOL DO AMÉRICA! SPORT 1X2 AMÉRICA na Ilha do Retiro e nova festa verde e branca nas arquibancadas. O desespero começava a apavorar os rubro negros que foram ao ataque, até que aos 23 minutos o Sport tem uma cobrança de escanteio ao seu favor. Na cobrança do lateral Airton, a bola encontrou a cabeça de Augusto que mandou para as redes para empatar a partida. SPORT 2X2 AMÉRICA e com este placar as equipes caminharam para o final de partida. O goleiro Roberto do América defendeu 18 das 23 bolas chutadas contra seu gol e foi o destaque-mor da partida. As escalações das equipes de Sport 2x2 América em 10 de junho de 1989 foram as seguintes:




SPORT:
Flávio;
Didi, Aílton, Marco Antônio e Airton;
Amaral, Dinho e Carlos Magno;
Edson, Augusto e Elinaldo.


AMÉRICA:
Roberto;
Luis Pereira, Alfredo Santos, Gilney e Roxo;
 Lira, Enílson e Mica;
Nado, Wilson e Betão.